A cooperação da Cotrijal transformando vidas há 60 anos

@Fonte: Assessoria de Imprensa da Cotrijal


"Sociedades sustentáveis por meio da cooperação" é o debate que propõe o Dia Internacional do Cooperativismo em 2018. Neste 7 de julho, em todo o mundo se lembra da importância da cooperação e a Cotrijal reafirma a sua preocupação constante com o desenvolvimento social, econômico e cultural das comunidades em que está inserida – princípios que norteiam as ações da cooperativa há mais de 60 anos.



A Cotrijal trabalha unida para aumentar a produtividade e a rentabilidade e para manter o homem no campo e dessa forma promove o desenvolvimento de toda região onde está inserida, não apenas de pessoas isoladamente. E segundo o presidente Nei César Mânica, esse crescimento ocorre tanto economicamente quanto na melhoria da qualidade de vida.

"No mundo todo, o cooperativismo tem uma responsabilidade enorme tanto com a economia quanto com a questão social. Onde há uma cooperativa, o índice de desenvolvimento humano é superior. E isso fica ainda mais evidente em momentos de crise, pois nestas horas de dificuldades o cooperativismo se sobressai, dando segurança aos seus associados, contribuindo para sociedades mais sustentáveis", destaca.


A temática do Dia Internacional do Cooperativismo em 2018 reforça ainda a necessidade do 'Consumo e Produção Responsável', alinhada aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – uma agenda propositiva elaborada pela Organização das Nações Unidas (ONU), com a intenção de erradicar a pobreza do mundo até 2030.


Os princípios do cooperativismo – Enio Schroeder, vice-presidente da Cotrijal, lembra que a sustentabilidade e o compromisso com a comunidade fazem parte do sétimo princípio do cooperativismo. "A Cotrijal trabalha constantemente para mostrar como a fraternidade e a solidariedade transformam vidas. Exemplo disso é a campanha do agasalho desenvolvida na cooperativa, que encerra neste 7 de julho, mostrando a força da cooperação", exemplifica.

Família Cotrijal unida pela cooperação – "A Cotrijal só alcançou solidez e se tornou uma cooperativa de que todos têm orgulho porque o quadro social é muito unido. Nestes 60 anos de história, seguimos trabalhando conjuntamente para alcançar os melhores resultados para o produtor e para todos que estão inseridos de alguma forma a nossa volta", acrescenta Schroeder.


A Cotrijal conta hoje com mais de 7.300 associados e está presente em 32 municípios gaúchos. 


Associado à Unidade de Lagoa dos Três Cantos, Miguel Maldaner faz parte da "Família Cotrijal" desde 1999. "Para mim, ser cooperativista é o que diz o slogan da Cotrijal: todos juntos somos fortes. Estamos unidos nas horas boas e nas ruins. Fazemos parte de um sistema diferenciado, que pensa nas pessoas", revela.


Ponto de equilíbrio – Para o associado da Cotrijal na Unidade de Colorado, Fabricio Zatt, o cooperativismo une desenvolvimento econômico, social e ambiental. "Somando forças e compartilhando resultados para uma economia local mais forte. Por isso, tenho orgulho de ser cooperativista", destaca.


Pessoas trabalhando com objetivos iguais – Diemerson Aciel Borghardt, associado da Cotrijal de Victor Graeff, opina que a cooperação significa um grupo de pessoas que busca objetivos iguais. "Com o cooperativismo conseguimos mais força no mercado. A escala hoje é muito importante para conseguir melhores preços. Ou seja, juntos somos grandes e temos o respeito do mercado", expressa.


"Ser cooperativista é saber que eu tenho com quem contar quando as dificuldades aparecem e que tenho parceiros para compartilhar as minhas vitórias, depois de superar os obstáculos", corrobora o associado da Unidade da Cotrijal de Igrejinha – Coqueiros do Sul, Ezequiel Alan Weber.


Força da cooperação – Heitor José Palharini, associado de Não-Me-Toque, propõe uma reflexão: "O que estamos fazendo em prol do cooperativismo? Estar alinhado com este sistema é pensar nas pessoas que estão ao nosso redor, fazer o bem, ajudar o próximo e a sua comunidade. Por tudo isso, a Cotrijal é para mim um exemplo de cooperativismo", comenta.


Os donos da cooperativa – Ricardo César Tomazoni, associado da Cotrijal em Vista Alegre, lembra da importância de todos serem atuantes e participativos dentro da entidade cooperativa. "O sistema cooperativista veio para desenvolver as pessoas e as comunidades. A paixão pelo cooperativismo está em nosso sangue e em nosso coração", conclui.

5a4e2ef62da5ad73df7efe6e_edited.png
  • Instagram
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

© COPYRIGHT 2019, PORTALNMT

TERMO DE USO   |  PRIVACIDADE

WhatsApp-icone.png