Agricultura de precisão avança na digitalização

#PortalEstaEmTudo


Através de evento on-line, o Projeto Aquarius lançou, nesta terça-feira, 15/6, a plataforma IDT (Índice de Digitalização e Tecnologia). A ferramenta, segundo o coordenador técnico do projeto, Telmo Amado, busca diagnosticar e quantificar o nível de tecnologia dos produtores rurais de soja, de forma a oferecer uma bússola de orientação na adoção de tecnologias 4.0.


Para o presidente da Associação Brasileira de Agricultura de Precisão (AsBraAP), Marcos Ferraz, que mediou a live, o Projeto Aquarius é referência inclusive em nível internacional e a inovação vem para ajudar a resolver grandes gargalos da agricultura.


Produtor rural associado da Cotrijal, Giordano Schiochet vê grande evolução em termos de resultados a partir do uso da agricultura de precisão. Ele é um dos produtores que está participando de um mapeamento ligado ao Aquarius e à plataforma IDT. “A cada dia é mais necessário e importante usar as ferramentas tecnológicas que estão a nossa disposição, para identificar pontos que podemos melhorar”, afirma.


A Cotrijal tem sua sede em Não-Me-Toque, município que é considerado precursor na adoção da agricultura de precisão e que, por esse motivo, em 2009 recebeu o título de Capital Nacional da Agricultura de Precisão. A cooperativa passou a integrar o Projeto Aquarius em 2005, com o objetivo de estimular o uso de ferramentas de precisão. Dois anos depois, ainda ativa no projeto, criou também o Ciclus, programa que passou a levar para os associados tecnologias e informações que de forma isolada dificilmente eles teriam acesso.


A iniciativa contribuiu para melhorar a fertilidade do solo e facilitou a gestão das propriedades. Além disso, influenciou de forma decisiva no crescimento da média de produtividade de soja na região. Nos últimos sete anos, os produtores da Cotrijal colheram, em média, pelo menos 10 sacas a mais em relação ao Rio Grande do Sul a cada safra.

A LIVE


A live de lançamento da plataforma IDT teve palestra com o pesquisador Édson Bolfe, da Embrapa Informática Agropecuária, que destacou que a digitalização gera muitas oportunidades para toda a cadeia do agro.


A jornalista Joana Colussi trouxe um cenário comparativo do processo de digitalização nos Estados Unidos e no Brasil, com dados baseados em pesquisa de doutorado que está desenvolvendo, e ponderou que os brasileiros estão na dianteira, mas há muito para avançar.

O PROJETO


O Aquarius é o mais antigo projeto em agricultura de precisão do Brasil. Há mais de 20 anos realiza pesquisas que visam o desenvolvimento tecnológico da área, junto de parceiros tanto do setor público (UFSM) como do privado (Stara, Cotrijal, Drakkar e OWS).


O desenvolvimento da plataforma IDT é resultado do prêmio recebido pelo Projeto Aquarius no Edital Agro 4.0 da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) em prol da adoção e difusão de tecnologias do Agro 4.0.

A COTRIJAL


Fundada em 1957 em Não-Me-Toque (RS), a Cotrijal é a maior cooperativa agropecuária do Rio Grande do Sul e uma das maiores do Brasil, com 55 unidades em 32 municípios. Em 2020, registrou faturamento histórico recorde de R$ 2,4 bilhões — ficando na 58ª colocação entre as 100 maiores empresas do agronegócio brasileiro, segundo a revista Forbes. Desde 2000, a entidade promove a Expodireto Cotrijal, uma das seis maiores feiras do agronegócio nacional e uma das principais do cenário internacional.

Fonte: Assessoria de Imprensa e Marketing da Cotrijal, com informações do Projeto Aquarius

WhatsApp-icone.png