top of page

Apsul promoveu palestra sobre Agricultura de Precisão nos Países Baixos

Em ritmo de preparativos e organização do 6º Apsul América – Congresso Sul-Americano de Agricultura de Precisão e Máquinas Precisas, que acontecerá nos dias 26 e 27 de setembro deste ano, foi promovida na manhã do dia 09 de março, durante a programação oficial da 23ª Expodireto Cotrijal em Não-Me-Toque, uma palestra sobre a Agricultura de Precisão (AP) nos Países Baixos.


O holandês Jean-Marie Michielsen, pesquisador técnico na Wageningen University and Research, relatou como é desenvolvido a AP na Holanda, país que possui culturas diferenciadas do Brasil, mas que também estuda e utiliza tecnologias precisas para a produção agrícola.


Em sua apresentação, expôs algumas experiências adquiridas em suas pesquisas no projeto NPPL – Laboratório Nacional de Agricultura de Precisão, que é conduzido pelo Ministério da Agricultura da Holanda e a Universidade de Wageningen e objetiva difundir o valor agregado da AP. Dentro do NPPL são executadas práticas em cerca de 18 fazendas espalhadas pelo país, com tipos distintos de produção, como aráveis, leiteira, de flores, vegetais, orgânicas e outras; cada uma recebe o acompanhamento de um especialista que presta assessoria ao produtor na implementação das tecnologias, de acordo com suas necessidades específicas.


O projeto conta com variadas linhas de frente, como a aplicação de taxa variável em herbicidas de solo - a partir do escaneamento do solo, a pulverização seletiva das plantas daninhas, a pulverização de acordo com a biomassa, o planejamento de rotas do tráfego controlado da pulverização e outros.


O pesquisador explanou como exemplo prático o caso de um produtor que assessora, da província de Zeeland, em que a tecnologia é aplicada para dessecação em taxa variável em pré-colheita de batatas, facilitando assim o processo mecanizado; demonstrou todo o processo, desde a geração de dados, de mapas de aplicação e o momento efetivo da aplicação de produto.


Além disso, Jean-Marie está fazendo parte também do projeto de produção inteligente de soja, uma parceria entre o Brasil e Holanda, com participação de várias empresas públicas e privadas, incluindo as conhecidas Embrapa, Stara S/A e a Universidade Federal de Santa Maria, motivo pelo qual está visitando nosso país. Nesta ação, são 05 grupos desenvolvendo pesquisas, sendo que Jean está trabalhando na parte da criação de um de um algoritmo para aplicação em taxa variável em pré-colheita de soja, utilizando um sensor em tempo real que é capaz de ler a biomassa da cultura e aplicar somente o produto necessário.


Após sua palestra, foi aberto espaço de debates com os participantes, mediado pelo professor Telmo Amado.


O holandês aproveitou o momento para conhecer a feira da Expodireto e também visitou algumas propriedades e lavouras da região, seguindo posteriormente para Santa Maria, onde desenvolverá testes do seu projeto na UFSM.


“Promover esta palestra através do Apsul foi oportuno para agregar aprendizados e termos uma breve visão da AP nos Países Baixos, que possui culturas e tecnologias diferentes das nossas, mas com objetivos semelhantes; e especialmente para conhecer sobre a parte efetivamente prática, já que o Jean-Marie é um pesquisador de campo e consegue fazer essa extensão do conhecimento universitário às propriedades. A Universidade de Wageningen é referência mundial na área agrícola e sempre participa do nosso Congresso, inclusive já temos palestrantes de lá confirmados para essa 6ª edição”, destacou Teodora, presidente do Apsul América e Sindicato Rural de Não-Me-Toque.


Estiveram presentes na ocasião a presidente do Apsul América e Sindicato Rural de Não-Me-Toque, Teodora Lütkemeyer; o reitor da Universidade Federal de Santa Maria, Luciano Schuch; o coordenador técnico do Apsul América, professor Telmo Amado; o coordenador do comitê científico do Apsul, professor Lúcio Amaral; o vice-presidente da Associação Brasileira de Agricultura de Precisão, Marcio Albuquerque; membros da comissão organizadora do Apsul América; e demais lideranças e profissionais do setor.


A palestra aconteceu na língua inglesa e teve como tradutores Anna Júlia Lütkemeyer e Tiago Wiedthauper.


Fonte: Blog da APSul

bottom of page