Câmara aprova a criação do cargo de Cozinheiro

A Câmara de Vereadores de Não-Me-Toque aprovou, por unanimidade, na sessão ordinária itinerante realizada nesta segunda-feira (27), no Bairro Jardim, o projeto de lei complementar do Executivo nº 009/19 que cria o cargo de provimento efetivo de cozinheiro (a).

Segundo o projeto, serão criadas 10 vagas para a função com carga horária de 44 horas semanais. O cozinheiro (a) terá como principal atribuição preparar a merenda escolar e proceder a limpeza e organização geral nos estabelecimentos de ensino.  

Requisitos para o provimento: ter ensino fundamental completo e no mínimo 18 anos. Tramites do projeto:

O projeto de lei complementar nº 009/19 que cria o cargo de provimento efetivo de cozinheiro (a) foi protocolado na Câmara de Vereadores, no dia 09 de maio de 2019, sob nº 188/2019. O mesmo foi lido na sessão ordinária do dia 13 de maio de 2019.

Com o parecer jurídico favorável, o projeto foi analisado pela Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final que deu voto favorável, justificando a necessidade de uma pessoa especializada cuidar da alimentação saudável dos alunos. Já a Comissão de Orçamento, Finanças e Contas Públicas e a Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento e Bem-Estar Social acompanharam o voto da Comissão de Legislação, e solicitaram a aprovação do projeto.  

Quer saber mais? Leia o projeto na íntegra através do link.



Ascom Câmara de Vereadores de Não-Me-Toque