Campeonato Municipal de Futebol: Barcelona se manifesta sobre situação envolvendo seu último jogo

Após a administração municipal informar que o campeonato municipal de campo não-me-toquense estava suspenso por tempo indeterminado devido as situações de briga dos últimos jogos. O clube Barcelona Bairro Viau emitiu uma nota de repúdio aos atos de violência. Confira abaixo:


NOTA OFICIAL BARCELONA BAIRRO VIAU

Diante dos acontecimentos com o E. C. Ipiranga, no confronto que aconteceu em Invernadinha no último sábado, 19/03, o E.C. Barcelona vem a público assegurar que não compactua com nenhum tipo de discriminação ou violência no esporte. Apesar do fato ter acontecido com nossa torcida, em nenhum momento houve intenção de se incitar agressões verbais ou físicas, tanto por parte da diretoria quanto por parte dos jogadores aos adversários, muito pelo contrário, houve um rápido movimento por parte de ambos para impedir qualquer ato violento. Sabemos que o futebol é uma paixão nacional e que, infelizmente, muitas vezes os ânimos são exaltados por conta de acontecimentos em campo ou resultados. No entanto, gostaríamos de lembrar, sem demagogia, que polêmicas desse tipo e, inclusive, de proporções muito maiores, são vistas em todos os clubes de futebol de nosso município, independente de favoritismo ou condição social, por isso, achamos válida essa manifestação no sentido de que antes de haverem pré-julgamentos, todos tenham conhecimento do real acontecido, sem aumentar, omitir ou mentir sobre a veracidade dos fatos. O E. C. Barcelona é um clube simples, que humildemente mantém o seu plantel de jogadores, se orgulha em conservar os valores que construíram esse time e de zelar pela integridade de não combinar resultados ou desmerecer o adversário em busca de resultados ou favorecimentos, respeitamos a todos, sem distinção. Da mesma forma, não temos interesse em gerar confusão e nem mesmo denegrir a imagem do esporte e asseguramos nosso repúdio tanto a violência em campo quanto a falta de ética fora dele. Sentimos pelo acontecido, pedimos desculpas ao público presente e aproveitamos a oportunidade também para pedir mais respeito e empatia de forma geral, aos torcedores, jogadores e dirigentes. Nosso desejo é de que o futebol cumpra a sua missão de ser incentivo para as futuras gerações.



REPORTAGEM: A FOLHA DO SUL