Com demanda alta na saúde uso da máscara e álcool em gel devem seguir

#PortalEstaEmTudo


A explosão de casos da Covid-19 com o avanço da variante ômicron voltou a comprometer a condição de atendimento de instituições de saúde responsáveis por testagem e acompanhamento médico. Clínicas, farmácias e serviços públicos não conseguem atender a totalidade da intensa procura por diagnóstico em todo o Brasil.


Com atraso, o governo passou a discutir o uso do autoteste em casa, produto distribuído há meses em outros países.


Mesmo que as infecções atuais não tenham a mesma força do vírus inicial, não causando internações como antes, a grande demanda causa transtornos no atendimento pela falta de testes e profissionais disponíveis para atender a grande procura.


Mesmo sendo métodos que geram discussão sobre a efetividade o uso da máscara e do álcool em gel seguem sendo ferramentas acessíveis a todos.