top of page

Com destinação de R$ 35 milhões em ICMS, Coprel contribui para o asfaltamento de três rodovias


Três importantes rodovias da região do Alto Jacuí serão asfaltadas a partir de um convênio do Comaja (Consórcio de Desenvolvimento dos municípios do Alto Jacuí e Alto da Serra do Botucaraí) com o governo estadual, que conta com a destinação de R$ 35 milhões em ICMS da Coprel. Na tarde desta segunda-feira (06) foi assinado o contrato com as empresas Construbrás e Continental, vencedoras da licitação para o asfaltamento das rodovias: ERS-506, entre Ibirubá e Santa Bárbara do Sul; ERS-451, entre Não-Me-Toque e Colorado; e ERS-510, entre Fortaleza dos Valos e Cruz Alta. Serão construídos 15 quilômetros em cada rodovia.


O investimento total nas três rodovias será de R$ 85,2 milhões. Deste valor, R$ 68,2 milhões são recursos do governo estadual provenientes de renúncia de ICMS. A Coprel irá repassar R$ 35 milhões em ICMS, e a empresa Farmácia São João destinará R$ 33,2 milhões. O restante do valor do contrato (R$ 17 milhões) será financiado pelos municípios de Ibirubá, Fortaleza dos Valos, Colorado, Não-Me-Toque, Cruz Alta e Santa Bárbara do Sul.


O presidente da Coprel, Jânio Vital Stefanello, fala sobre a importância da iniciativa. "Participar deste projeto é uma responsabilidade que assumimos com a certeza de estarmos contribuindo para o desenvolvimento da região em que a Coprel atua diretamente. O asfaltamento destas rodovias é um sonho dos nossos cooperantes, da comunidade regional. Com a destinação direta do ICMS, o convênio viabiliza a realização das obras com maior agilidade e reforça nosso compromisso social com as comunidades", salienta Stefanello.


Durante a solenidade, o governador Eduardo Leite destacou a importância da organização financeira do Estado para concretizar o projeto de parceria entre o Consórcio, governo e empresas. “O governo faz uma carta que permite uma isenção fiscal a essas empresas de R$ 68,2 milhões, e os municípios estão colocando contrapartida. Esse recurso é dinheiro público que só se viabiliza porque a gente arrumou as contas do estado. Como que o Estado iria abrir mão de uma receita de ICMS, dizer para a Coprel e para a Farmácias São João, que não precisa pagar este imposto para o Estado, e sim pagar direto para a obra, se a gente precisar deste dinheiro para pagar o salário dos funcionários no final do mês. Então, graças às ações que a gente fez de reestruturação do Estado, as reformas que a Assembleia aprovou e foram fundamentais, que a gente consegue chegar até aqui”.


O ato de assinatura contou com a presença do governador Eduardo Leite, secretário de Infraestrutura e Logística Juvir Costella, prefeitos dos municípios participantes do convênio, deputados e lideranças regionais. Representando a Coprel, o vice-presidente Elso Scariot e o secretário Sílvio Borghetti participaram da solenidade.


Foto: Mauricio Tonetto / Palácio Piratini


bottom of page