top of page

Cotrijal: Intercooperação que gera resultado


A intercooperação é uma prática comum na Cotrijal e tem gerado bons resultados. Um exemplo é o Viveiro de Cidadania, programa desenvolvido em parceria entre a Cotrijal e a APAE Passo Fundo, com a cooperativa de ensino Coeducars, voltado à inclusão social.


Criado em 2020, para o cumprimento de cotas de pessoas com deficiência (PCDs) na cooperativa, o programa se revelou uma iniciativa notável ao proporcionar não apenas oportunidades de emprego, mas também o pleno exercício da cidadania para esse público. “Hoje são 50 usuários da Apae contratados como colaboradores, que encontram no Viveiro um espaço de dignidade e desenvolvimento”, afirma a gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Cotrijal, Simone Rohrig.


O trabalho realizado consiste no cultivo de mudas nativas, utilizadas na recuperação de áreas degradadas. Essas mudas são distribuídas para associados e Unidades da Cotrijal, reforçando o compromisso ambiental e social do programa.


O Viveiro de Cidadania destaca-se por sua efetiva inclusão social, indo além das exigências comuns de cotas PCDs. Para desenvolver seu trabalho, os colaboradores contam com espaço especialmente construído para o programa, planejado por profissionais especializados, oferecendo infraestrutura e acessibilidade necessárias, garantindo um ambiente propício para o desenvolvimento pessoal e profissional.


Novas oportunidades


No dia 19 de janeiro, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do RS (Sescoop/RS) divulgou os 15 projetos selecionados pelo programa Fundo Social para serem implementados em 2024. Dentre eles, está o Viveiro de Cidadania.


Para esta edição, o Conselho de Administração da entidade destinou ao Fundo Social R$ 3 milhões, sendo que cada projeto poderá receber até R$ 260 mil, nos casos de projetos de intercooperação entre quatro ou mais cooperativas. A previsão é de que os projetos selecionados beneficiem mais de 24 mil pessoas.


Com os recursos, a Cotrijal pretende manter o desenvolvimento profissional contínuo dos colaboradores e, na parceria com APAE e Coeducars, ampliar o número de 50 para 60 PCDs atuando no Viveiro.


O Fundo Social apoia projetos ligados aos pilares “Social” e “Ambiental” da agenda ESG (Environmental, Social and Governance, na sigla em inglês) que representa a sustentabilidade ambiental, social e de governança corporativa nas áreas de educação, cultura, integração social, geração de renda e meio ambiente. Além disso, visa atender aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e o 7º Princípio do Cooperativismo: Interesse pela Comunidade.


Para conhecer mais


Em 2023, o Viveiro de Cidadania foi escolhido para integrar a segunda temporada do SomosCoop na Estrada, websérie do Sistema OCB que mostra histórias de sucesso das cooperativas brasileiras.


Com entrevistas conduzidas pela jornalista Glenda Kosloswki, o episódio mostrou todo o trabalho do Viveiro e destacou a força econômica e social do cooperativismo.


Veja aqui o episódio!


Por Mariliane Elisa Cassel | Assessoria de Imprensa da Cotrijal


bottom of page