Criança de cinco anos é deixada sozinha pelo transporte escolar e mãe faz denúncia na Polícia

O Portal Não-Me-Toque de Notícias foi procurado nesta semana pela internauta Nathalia Carvalho da Silva Gudeiky, mãe de uma menina de cinco anos de idade, estudante da Escola Municipal Santo Antônio, que relatou um fato ocorrido na quarta-feira, dia 12 de dezembro.


Segundo a mãe, foi encaminhado pela escola um bilhete solicitando permissão para que a criança permanecesse na escola na quarta-feira para que pudesse participar de uma atividade especial de final de ano. A permissão foi concedida pelos pais e o bilhete assinado. Porem, por um descuido ao final da aula, logo após as 17 horas daquela tarde as professoras colocaram a menina no ônibus escolar para que voltasse para casa. Certos de que a filha ficaria até mais tarde na escola, os pais seguiram trabalhando até às 19 horas quando foram buscar a menina na escola e descobriram que ela foi encaminhada para casa.


Segundo o que foi registrado em ocorrência policial iniciada pela mãe, ao chegar no lar encontraram a criança sozinha sentada no meio fio da rua em frente a casa. Revoltada a mãe fez contato com motorista e a monitora do ônibus que confirmaram que deixaram a criança sozinha depois de terem recebido orientação superior, com entendimento que a negligência era dos pais, sem o conhecimento da atividade extra combinada com a escola. A mãe que procurou também o Conselho Tutelar acusa os envolvidos de abandono de menor e de perseguição por discordâncias ocorridas no na metade deste ano.


O Portal NMT fez contato com a Secretaria Municipal de Educação, tratando diretamente com a secretária Eli Xavier Donatti, que sempre que procurada pela equipe de reportagem demonstra preocupação em esclarecimentos. A secretária reconheceu as falhas ocorridas na última quarta-feira, afirmando que deseja se desculpar com a família pelo transtorno causado em uma reunião que será agendada pela diretoria da Escola Santo Antônio e que o ocorrido servirá para que novos casos possam ser evitados, fortalecendo o compromisso da Secretaria em qualificar cada vez mais o sistema de transporte escolar, promovendo uma aproximação harmônica entre escolas, famílias e o transporte dos estudantes, já que todos têm direito de segurança e bem estar.