Delegado da Polícia Federal de Passo Fundo é afastado por suspeita de corrupção

Diário da Manhã

Operação conjunta entre a Polícia Federal e o Ministério Público Federal teve sua fase ostensiva deflagrada na manhã desta quarta-feira (23), com o cumprimento de nove mandados de busca e um mandado de afastamento de um delegado de Polícia Federal, expedidos pela Justiça Federal de Passo Fundo.


As investigações tiveram início após informações indicarem que o policial afastado teria recebido recursos de empresários, investigados e advogados, sob o pretexto de investir os valores em uma instituição para tratamento de dependentes químicos da região. Diligências indicaram que os recursos captados eram gastos com despesas do próprio delegado.


A Polícia Federal e o Ministério Público Federal já começaram a ouvir os doadores para que esclareçam de qual lado partiu a iniciativa de aproximação para apadrinhamento de dependentes químicos e doações, em que contexto ocorreram as solicitações e se sofreram algum tipo de constrangimento. Além do delegado, são investigados empresários e um advogado.


A operação recebeu o nome de “Dois Campos”, que é a tradução do idioma hebraico para a palavra que designa a instituição terapêutica, porque retrata o conflito de interesses que permeava a atuação da autoridade policial.


O nome não será divulgado pela Polícia Federal.

5a4e2ef62da5ad73df7efe6e_edited.png
  • Instagram
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

© COPYRIGHT 2019, PORTALNMT

TERMO DE USO   |  PRIVACIDADE

WhatsApp-icone.png