Emater já elabora laudos técnicos para decreto de situação de emergência em municípios da região

#PortalEstáemTudo

O longo período de estiagem que vive a região sul do país já faz com que os produtores rurais tenham que contabilizar os prejuízos causados pela crise hídrica. A falta de chuvas acontece em um momento delicado para as lavouras de milho e soja, que mal sentiram o pequeno volume de chuva do último domingo (25).


Na manhã de terça-feira, 28, o gerente regional da Emater, Dartanhã Luiz Vecchi, fez uma avaliação das perdas na região. Como ele explicou, o momento é de elaboração dos laudos técnicos sobre a estiagem. “Estamos fazendo todos os levantamentos. Na nossa região já temos dez municípios que estiveram elaborando laudos de perdas por solicitação das administrações municipais. Estamos atentos ao sistema para fazer a verificação em nível regional desses laudos e posterior encaminhamento para solicitação de situação de emergência”.


Dartanhã lembrou que o laudo elaborado pela Emater é indispensável para que os municípios consigam decretar situação de emergência. “O decreto é feito pelos prefeitos, mas precisa estar embasado em dados técnicos, nos prejuízos ocasionados pela estiagem e com as perdas que já foram quantificadas pelos técnicos da Emater. É um documento necessário para a elaboração do decreto”.


Sobre os percentuais de lavouras atingidas, a informação é de que em nível de região as perdas já são significativas. “Há municípios que têm perdas de 10% e outros 90% da lavoura de milho. Também há lavouras que precisaram serem derrubadas, tendo em vista que não é possível esperar mais nada. Sananduva é uma cidade com casos assim. As perdas são significativas em nível de região”, completou.


Os sites de meteorologia apontam que há possibilidade de chuva nos próximos dias 30 e 31.




Fonte: Rádio Planalto