top of page

Expositores do Pavilhão da Agricultura Familiar otimistas com as vendas

Mais uma vez o Pavilhão da Agricultura Familiar na Expodireto Cotrijal vem atraindo um grande público em todos os dias da feira, o que deverá resultar em números expressivos de comercialização. Esta é a expectativa dos expositores, que antes mesmo de encerrar a feira já comemoram bons números de vendas.Tadeu de Bona, que tem uma agroindústria familiar na cidade de Soledade, trouxe doce de leite, queijos e iogurtes para a Expodireto Cotrijal pela segunda vez. Ele diz que as vendas estão excelentes e que, com certeza, haverá um incremento nos negócios de sua agroindústria em relação ao ano passado. “Esta é uma das melhores feiras realizadas no Estado para nós da agricultura familiar. É tudo perfeito e o público não poderia ser melhor”, resumiu.O produtor rural Charles da Silva Kovalski se deslocou de Turuçu, no sul do Estado, para “apimentar” a feira. É mais um dos expositores do pavilhão que está comemorando o sucesso nos negócios. Ele comercializa pimentas de diversas variedades processadas em molhos, conservas e geleias. “As vendas estão muito boas e no segundo dia de feira já busquei informações para ver como participar novamente no próximo ano”.Sacolas cheiasNo Pavilhão, além de alimentos produzidos por 163 agroindústrias, todas com Selo Sabor Gaúcho do Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf RS), da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), o público encontra 47 estandes de artesanato, 13 de plantas e mudas de flores e três com arte indígena.O produtor de soja Richard Crestani veio de Palma Sola (SC) para visitar a feira pela segunda vez. Depois de passar pela área de maquinários e produção vegetal, encerrou sua visita no Pavilhão da Agricultura Familiar. Saiu de lá com várias sacolas com vinhos, salames, mel e queijos.“Não tem como vir à feira e não passar por aqui. Os produtos são excelentes e os preços bem acessíveis”. Crestani também destacou o atendimento feito pelos expositores e a organização da feira em geral. “É um lugar que oferece tudo o que o produtor precisa: informação, inovação, maquinários e saborosos produtos da agricultura familiar”.Quem também vai voltar para a casa carregada de produtos da agricultura familiar gaúcha é Aline dos Santos. Ela comprou vinhos, pimentas, salames, queijos, sucos e geleias para levar para Assis (SP). Aline veio da cidade paulista para trabalhar na montagem de estandes da feira e diz que, assim como no ano passado, não resistiu aos sabores gaúchos e acabou levando uma grande quantidade de produtos para degustar com a família. O Pavilhão da Agricultura Familiar é organizado pela Cotrijal, Emater/RS-Ascar, Fetag/RS, Fetraf/RS e SDR.Por Simone Ramos | Para Assessoria de Imprensa da Expodireto Cotrijal




Comments


bottom of page