top of page

GRÊMIODe virada, Grêmio vence o Botafogo por 4 a 3 e entra na briga direta pelo título do Campeonat

Jogando fora de casa na noite dessa quinta-feira (9), o Grêmio venceu o Botafogo de virada por 4 a 3. Os gols tricolores foram marcados por Everton Galdino e Luis Suárez (três vezes). Agora em segundo lugar na tabela e com os mesmos 59 pontos do time carioca e do Palmeiras, mas em desvantagem nos critérios qualificados, o Tricolor gaúcho entrou na briga direta pelo título do Campeonato Brasileiro, a cinco rodadas do fim do torneio.

Essa foi a quinta vitória consecutiva da equipe comandada por Renato Portaluppi. O próximo adversário é o Corinthians, às 16h de domingo (12), em Porto Alegre.

Já o Botafogo conheceu sua quarta derrota seguida e perdeu fôlego na reta final do Brasileirão, no qual chegou a liderar com diferença de 13 pontos para o segundo colocado. Não por acaso, aumenta a pressão sobre o técnico Lúcio Flávio, que pode perder o cargo.

O jogo

A primeira chegada foi do time da casa. Na cobrança de falta lateral da direita, Diego Costa fechou na segunda trave para ganhar por cima e desviar de cabeça, por sobre a meta de Grando, aos três minutos. No ataque seguinte, aos cinco minutos, a bola foi cruzada alta pelo lado esquerdo na área. Novamente entrando no segundo pau, Diego Costa aproveitou que Reinaldo não cortou de cabeça para matar a bola no peito e bater por baixo do goleiro Gabriel Grando, abrindo o marcador logo cedo na partida.

Sem ter ficado com a posse de bola até então no duelo, o Grêmio tratou de reagir e conseguiu o empate na primeira investida ofensiva, aos nove minutos. Bessozi dominou virando o corpo pelo lado esquerdo e deu o passe central para Carballo. O uruguaio dominou e rapidamente deu o passe espichado na linha da defesa botafoguense. Galdino entrou em velocidade para ficar na cara do gol e bater cruzado, de canhota, tirando completamente a ação do arqueiro e mandando no canto esquerdo.

O Grêmio saiu jogando errado no meio de campo e a marcação estava fora de lugar, aos 28 minutos. O Botafogo avançou rapidamente pelo miolo e a bola foi lançada para Diego Costa. De primeira, ele arriscou o forte chute rasante, para boa defesa de Grando, espalmando para o lado. No rebote dentro da área, Junior Santos apareceu livre na área para somente ter o trabalho de empurrar para o gol aberto, recolocando o time da casa em vantagem.

Para a segunda etapa, logo com um minuto de jogo, o Grêmio saiu errado do campo de defesa e a bola foi aberta pela direita. Di Placido chegou ao fundo e rolou para a entrada da área. Marlon Freitas surgiu livre de marcação para finalizar cruzado de primeira. Grando ainda tocou na bola, mas não desviou a trajetória do gol.

A resposta gremista foi rápida, aos cinco minutos. No primeiro ataque de Ferreira pelo lado esquerdo, ele carregou a bola e foi levando ao fundo. Logo puxou para do bico da grande área para o centro e arriscou o chute de direita. A bola roçou em Adryelson e ficou limpa para Suárez, quer marcou.

Aproveitando o momento de instabilidade da defesa carioca, novamente Ferreira chamou a responsabilidade pela extrema direita, aos oito minutos. Ele deu o toque por cima do marcador, completando o lençol de cabeça para ter vantagem. Em seguida acionou Suárez entrando pelo lado oposto da área, que fez mais um gol.

Aos 24 minutos, Suárez recebeu na parte central da intermediária ofensiva, deu o tapa à frente para passar entre dois marcadores e dar o passe para Villasanti e se projetar na linha de defesa. De primeira, o paraguaio deu passe de trivela, deixando o uruguaio livre para sair na cara de Lucas Perri. O uruguaio não perdoou e marcou outro gol.

Ficha técnica

Botafogo: Lucas Perri; Di Plácido, Adryelson, Victor Cuesta e Hugo (Marçal); Danilo Barbosa (Eduardo), Marlon Freitas e Tchê Tchê (Janderson); Junior Santos (Luis Henrique), Victor Sá (Carlos Alberto) e Diego Costa. Técnico: Lucio Flavio

Grêmio: Gabriel Grando; João Pedro, Bruno Alves, Kannemann e Reinaldo; Ronald (Gustavo Martins), Villasanti e Carballo (Cristaldo); Besozzi (Ferreira), Suárez (JP Galvão) e Galdino (Nathan Fernandes). Técnico: Renato Portaluppi.

Arbitragem: Ramon Abatti Abel (SC). Assistentes: Bruno Boschilia e Thiaggo Americano Labes (SC). VAR: Rodrigo D Alonso Ferreira (SC).


Comments


bottom of page