Homem é morto por engano durante caça

Lucas Abati/ZH

Um homem foi morto por engano por um companheiro de caça na cidade de Pinheiro Machado, no sul do Estado, no início da tarde deste sábado (11). Segundo a Polícia Civil, Rodrigo de Freitas Miranda, 35 anos, estava em grupo caçando javalis.

O homem que atirou contra Miranda relatou que percebeu uma movimentação na mata e chegou a perguntar, em direção do movimento, se era outro caçador. Como não teria recebido resposta, acabou disparando, pensando se tratar de um javali. Ele usava uma espingarda calibre 12, o que gerou diversos ferimentos no corpo da vítima. 

Rodrigo chegou a ser socorrido para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. 


Segundo o delegado André Mendes, o autor do disparo foi autuado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. 


— Não há indicativo de que teria acontecido alguma coisa, um desentendimento entre eles. E são caçadores legalizados, por isso entendemos que não houve dolo — explicou o delegado. 


O policial ainda estipulou uma fiança de R$ 20 mil que não foi paga. Por isso, o atirador foi encaminhado ao Presídio Estadual de Bagé. O caso será investigado pela delegacia local.