Homem que matou jovem de Espumoso em saída de festa é indiciado por homicídio qualificado

A Polícia Civil de Espumoso concluiu nesta semana o inquérito sobre a morte do jovem Ronald Keller de Moraes, ocorrida no dia 01 de março na saída de uma festa em Espumoso.

O delegado Felipe Cavalcanti explica sobre a investigação: “Nós trabalhamos arduamente em cima desse inquérito, ouvimos inúmeras testemunhas oculares, ouvimos o autor e buscamos entender a real motivação do crime e como não podemos deixar de observar, não há certeza da legitima defesa pela dinâmica dos fatos, visto que os mesmos já possuíam desavenças e então o cenário não configurou uma legitima defesa clara.” explicou Felipe.


A Polícia Civil trabalhou durante todo o mês a investigação sobre a morte, ouvindo o acusado e várias testemunhas que visualizaram o ocorrido. Inicialmente sustentava-se a alegação de legítima defesa por parte do acusado, porém a investigação apontou que o crime não foi em legitima defesa e sim em virtude de desavenças antigas entre o autor e Ronald. Com isso, o delegado Felipe indiciou o homem de 25 anos pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, artigo 121 do código penal brasileiro.


Ainda sobre a prisão, o delegado explicou que não optou pela preventiva em virtude dos antecedentes do autor. “Nós não representamos pela prisão do autor em virtude dele estar atendendo as exigências do artigo 312 do código penal que é: Ter residência fixa, trabalho com carteira assinada e não representar perigo para a sociedade.” detalhou o delegado.

O inquérito então foi remetido ao ministério público no início desta semana e agora seguirá para o poder judiciário que analisará se irá representar ou não pela prisão do autor e se a decisão do delegado será mantida ou modificada.



FONTE: CLIC ESPUMOSO VIA https://clicespumoso.com.br/homem-que-matou-ronald-keller-e-indiciado-por-homicidio-qualificado/