Número de suicídios aumentou no Rio Grande do Sul

#PortalEstaEmTudo

@ Por Guacira Merlin e Joyce Heurich, RBS TV e G1 RS

Um grande desafio que o Rio Grande do Sul ainda tem pela frente é a redução da taxa de suicídio. De 2015 para 2017, conforme o estudo, o número de pessoas que tiraram as próprias vidas cresceu mais do que em outros estados da Região Sul.


Em 2017, foram registrados 1.349 casos no estado, de acordo com o Datasus - 181 a mais em relação ao ano anterior. A meta a ser perseguida até 2030 é justamente alterar significativamente a tendência de aumento, a partir da prevenção.

De acordo com a especialista em Saúde da Secretaria Estadual da Saúde (SES) e vice-coordenadora do Comitê Estadual de Promoção da Vida e Prevenção do Suicídio, Marilise Fraga de Souza, uma soma de fatores contribui para que o Rio Grande do Sul seja o estado com maior número de suicídios no país.


Levando em consideração o fato de ser mais comum o suicídio por parte de homens e idosos no estado, a especialista elenca algumas questões que podem ser consideradas: Questão cultural: "A gente tem uma cultura muito rígida em relação à posição do homem na sociedade. Como temos uma colonização italiana muito forte, que tem uma cultura mais rígida, pode ser um dos fatores que contribuem para a alta taxa", explica.Agrotóxicos: "As regiões com maiores índices são aquelas que estão ligadas à indústria fumageira e aos agrotóxicos. Tem uma coisa bastante estudada que é o envolvimento do composto dos agrotóxicos no desenvolvimento de transtornos de humor, e aí a relação com o suicídio - 90% das pessoas que de fato morrem por suicídio têm algum transtorno social não tratado", afirma Marilise.Contato com o campo: "Índice grande na população do campo, onde o homem tem um papel importante na produção. Nos idosos também. O homem quando se torna idoso passa a não ter mais papel produtor para aquela família, isso interfere na saúde mental dele, é a perda do papel importante dele perante à sociedade", observa.Qualificação dos dados: "Além de tudo, temos um sistema qualificado de obtenção desses dados no estado", conclui Marilise.


Para tentar combater o crescimento dos índices, além de promover campanhas e ações direcionadas aos grupos de maior risco, a Secretaria aposta na qualificação dos servidores que atuam junto à Estratégia de Saúde da Família (ESF).

Ligação gratuita


As ligações de prevenção de suicídio feitas para o Centro de Valorização da Vida (CVV), por meio do número 188, passaram a ser gratuitas para todo o Brasil desde o ano passado, após assinatura de um convênio com o Ministério da Saúde.


O CVV é uma associação civil sem fins lucrativos que trabalha com prevenção ao suicídio, por meio de voluntários que dão apoio emocional a todas as pessoas que querem e precisam conversar. Eles recebem treinamento adequado. Todas as ligações são sigilosas.


5a4e2ef62da5ad73df7efe6e_edited.png
  • Instagram
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

© COPYRIGHT 2019, PORTALNMT

TERMO DE USO   |  PRIVACIDADE

WhatsApp-icone.png