Necessidade de tratamento de esgoto segue em evidência em NMT

#PortalEstaEmTudo


A questão do tratamento de esgoto inexistente em Não-Me-Toque voltou ao foco de debate nestes últimos meses em função das reclamações mais acaloradas pelo mau cheiro existente em várias ruas da cidade, oriundos de bocas de lobo e evidenciando a necessidade de atenção para o tratamento de esgoto.


Um processo iniciado em 2010 e que teve projeto desenvolvido dividindo o município em cinco micro-regiões para o tratamento do esgoto foi apresentado pelo município e a Corsan em todas as instituições necessárias, porém após vários anos de tramite, não foi agraciado com recursos.


Com a inviabilidade de um projeto que abranja todo o município é cada vez maior a importância da consciência de cada proprietário de imóvel e também a ação da fiscalização para a existência de fossa, filtro e Sumidouro em todos os sistemas individuais de esgoto, para que os resíduos não sejam descartados na rede pluvial.


Com as dificuldades já enfrentadas e com a necessidade de providencias a expectativa é de que uma adequação no Plano de Saneamento, que em breve será revisto com a participação popular, respeitando o prazo de 4 a 4 anos, possa estar apresentando definições que solucionem a questão não apenas do esgoto, mas também, água, lixo e drenagem pluvial.


Nesta semana também a administração municipal esteve cobrando dos diretores da Corsan providencias para o esgoto em Não-Me-Toque, argumentando principalmente a grande margem de lucro que a companhia vem obtendo nos últimos anos no município e o baixo investimento em melhorias.







5a4e2ef62da5ad73df7efe6e_edited.png
  • Instagram
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

© COPYRIGHT 2019, PORTALNMT

TERMO DE USO   |  PRIVACIDADE

WhatsApp-icone.png