top of page

Obras da duplicação entre Soledade e Fontoura Xavier avançam e já superam 10% do cronograma


A CCR ViaSul informa que o avanço das obras de duplicação da BR-386 entre Soledade e Fontoura Xavier (RS) já supera os 10%. As ações tiveram início no final de outubro do ano passado e estão concentradas, no momento, entre os kms 249 e 261.



São cerca de 250 trabalhadores divididos em três frentes executando os serviços de supressão, terraplenagem, drenagem e infraestrutura de pontes e viadutos, utilizando algo em torno de 100 máquinas entre caminhões, retroescavadeiras, motoniveladoras e tratores. Ao todo, a Concessionária estima que serão, aproximadamente, 800 operários trabalhando simultaneamente durante o pico máximo das obras, que têm previsão de conclusão para 2025.



Conforme a CCR ViaSul, serão investidos no novo segmento cerca de R$ 340 milhões, contemplando, além da duplicação, oito quilômetros de novas vias marginais, duas novas interseções, dois novos retornos, uma passagem inferior e duas novas pontes.



Duplicação da BR-386


Recentemente a Concessionária anunciou a liberação de mais 4,5 quilômetros da duplicação no primeiro trecho entre Marques de Souza e Lajeado, totalizando 11,5 quilômetros prontos restando, agora, menos de nove quilômetros para a conclusão.



Desde 2021 a CCR ViaSul vem trabalhando nas obras de duplicação do primeiro trecho entre Marques de Souza e Lajeado, num total de 20,3 quilômetros de novas pistas. Além disso, as ações incluem a construção de 13 quilômetros de vias marginais, dois retornos em nível, seis adequações de acesso, quatro passarelas de pedestres, seis novas pontes, seis alargamentos de pontes existentes, duas passagens inferiores e duas superiores. Ainda, seguem em implantação novos dispositivos de segurança, como 50 quilômetros de defensa metálica, nove quilômetros de barreiras e 170 terminais atenuadores de impacto, bem como iluminação das passarelas de pedestres, pontos de ônibus e nas vias marginais.



Ao todo, na BR-386 no trecho entre Canoas e Carazinho, serão duplicados 225,2 quilômetros da rodovia, com 10,2 quilômetros de construção de faixas adicionais e 75,5 quilômetros de novas vias marginais.



Todo esse investimento faz parte do programa de Concessão Federal no Rio Grande do Sul, tendo como órgão regulador a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)




Comments


bottom of page