top of page

Público da Expodireto Cotrijal 2024 já ultrapassa 256 mil pessoas

A quarta-feira, 6 de março, foi um dia típico na semana da Expodireto Cotrijal: céu limpo, sol quente e corredores lotados de pessoas em busca de informação e novidades na área do agronegócio.Conforme dados apresentados pela direção da feira, passaram pelos portões do parque 85.200 pessoas, totalizando um público de 256.300 visitantes nos três primeiros dias de feira. Em 2023, nos cinco dias, a feira recebeu 320 mil pessoas.“Este número mostra a importância da Expodireto Cotrijal, com dias muito produtivos de debates e informação. O volume de negócios vamos divulgar no último dia da feira, mas visitando expositores e instituições financeiras, se percebe o clima de otimismo em relação aos índices de comercialização”, destacou o vice-presidente da Cotrijal, Enio Schroeder.A feira atrai produtores de todo o Rio Grande do Sul e também de fora do Estado. Armando e o filho Bruno Santini, de Santa Maria/RS, todos os anos reservam um dia para vir a Não-Me-Toque, de olho nas novidades em termos de maquinário e cultivares. Eles produzem soja em 300 hectares e arroz em 100 hectares e trabalham com gado de corte.


“A feira é muito bem organizada e possibilita ótimas oportunidades de negócios. Já compramos máquinas em outras edições, mas agora vamos segurar um pouco os investimentos até a colheita, por causa da seca dos últimos dois anos”, explica Bruno (foto).Otimismo dos expositoresAlém do cenário de tecnologia, pesquisa e inovação nos mais diversos setores, o que se vê no parque da Expodireto Cotrijal é o clima de otimismo em relação à expectativa, já confirmada pela Emater/RS na terça-feira, de números muito positivos em relação à safra de verão, o que deverá se refletir na comercialização.“Temos expectativa de uma safra maravilhosa, então isso me anima a dizer que, no mínimo, vamos chegar ao mesmo número do ano passado em comercialização”, destaca o presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas do Rio Grande do Sul (Simers), Claudio Bier.O diretor comercial da empresa de implementos agrícolas Stara, Márcio Fülber, divide o mesmo otimismo em relação às vendas nesta edição da feira. “A perspectiva é positiva, visto que estamos em um ano de safra cheia em todo o Estado e em uma parte de Santa Catarina. Isso tem trazido um novo ânimo para o agricultor, que apresenta uma renda maior do que no ano de 2023”, avalia.A grande presença de público nestes dias de feira mostra que as oportunidades estão abertas para que um índice elevado de comercialização se concretize. Este é o pensamento do CEO da Fockink, George Silva. A empresa atua no mercado de sistemas de irrigação e soluções diversas para o agronegócio. “Estamos bem mais otimistas que no ano anterior. Este grande fluxo de público reflete o desejo do produtor de buscar informação e tecnologia para aplicar em sua propriedade e aqui todos podem encontrar o que melhor se aplica às suas necessidades”, destaca.A Expodireto Cotrijal 2024 se encerra na sexta-feira, 8 de março.Por Simone Ramos | Assessoria de Imprensa da Expodireto Cotrijal




Kommentare


bottom of page