top of page

Produção e venda de veículos novos despencam em abril no País

A indústria brasileira de veículos despencou em abril em relação a março, segundo dados da associação de montadoras, a Anfavea. Enquanto a produção de carros, picapes, utilitários esportivos, vans comerciais, caminhões e ônibus caiu 19,4% no mês, as vendas de veículos novos recuaram 19,2%.

O setor tem atribuído o desempenho negativo ao ambiente de juros elevados que pressiona a demanda por carros novos, à antecipação de compra de caminhões e ônibus no final do ano passado e ao fornecimento de componentes ainda não estabilizado.

Os números

– A produção de veículos em abril somou 178,9 mil unidades, menor nível para o mês desde pelo menos 2020; – Os emplacamentos foram de 160,7 mil, informou a entidade. – Na comparação com abril de 2022, a produção do mês passado caiu cerca de 4%; – As vendas subiram 9,2% no mesmo período; – No quadrimestre, a produção mostra alta de 4,8% sobre o período de janeiro a abril de 2022, com 714,9 mil veículos;

Já as vendas avançaram 14,4% no quadrimestre, para 632,5 mil. A entidade informou ainda que as exportações de abril caíram 24,1% na comparação anual, para 34 mil veículos, acumulando no quadrimestre recuo de 4,3%, para 146,3 mil unidades.

Preços

Até o dia 1º deste mês, o Renault Kwid era o carro zero mais barato vendido no Brasil. Desde o dia 2, o compacto teve um reajuste de R$ 800, e seu o preço foi igualado ao concorrente Fiat Mobi.

A versão mais simples do Kwid, chamada de “Zen”, passou de R$ 68.190 para R$ 68.990. O carro está com o mesmo valor da versão de entrada do Mobi, o Like 1.0, que ocupava a segunda posição de modelo novo com menor preço no País.

Fonte: O Sul



Comentarios


bottom of page