top of page

Recadastramento no Bolsa Família começa por 2,5 milhões de benefícios com indícios de fraude

O ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, disse que os trabalhos para o recadastramento das famílias no Bolsa Família estão "andando bem". Segundo ele, cerca de 10 milhões de famílias precisarão se recadastrar no benefício por falta de informações, mas a prioridade do governo são 2,5 milhões de casos com fortes indícios de fraudes no programa.


— Começaremos com 2,5 milhões de famílias com maiores indícios de problemas, depois vamos para até 10 milhões para completar informações que faltam nos cadastros. Estamos cruzando os dados para começar o recadastramento em fevereiro — afirmou, após a cerimônia de posse da nova presidente do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros.


Dias repetiu ainda que o governo pretende começar a pagar a partir de março o adicional de R$ 150 por criança até seis anos. Ele já havia dado este prazo na semana passada, em fala à imprensa após sair de uma reunião com o presidente Lula.


O ministro disse, na mesma ocasião, que a proposta de um novo Bolsa Família será apresentada em fevereiro e que o programa terá foco na integração com o Sistema Único de Assistência Social e na atualização do Cadastro Único.


fonte: GZH

Коментарі


bottom of page