Tribunal do Júri condena réu a sete anos de reclusão


Luiz Roberto dos Santos Quevedo, suspeito pelo crime de tentativa de homicídio simples, foi condenado nesta quarta-feira (29) a sete anos de reclusão, pena a ser cumprida em regime fechado. O processo dele foi julgado pelo Tribunal do Júri do Tribunal de Justiça do RS, Comarca de Não-Me-Toque.


O julgamento foi presidido pelo juiz de Direito Márcio César Sfredo Monteiro e o Conselho de Sentença (os jurados), por maioria de votos, reconheceu a infração, assim como a conduta do réu. Em relação à autoria, os jurados, ao serem perguntados, responderam, também por maioria de votos, que foi o réu quem desferiu as facadas na vítima, Noema da Silva Ferreira, conforme consta nos autos do processo nº 112/2.14.0000425-4.


Segundo a denúncia do Ministério Público, no dia 16 de abril de 2014, por volta das 11h45min, na Rua Aloisio Enck, nº 195, no município de Victor Graeff, o denunciado Luis Roberto dos Santos Quevedo tentou matar, mediante emboscada, a vítima Noema da Silva Ferreira, sua companheira, utilizando-se de uma faca, com aproximadamente 15 cm de lâmina. Na ocasião, o denunciado passou, de inopido, a desferir golpes de faca na vítima quando esta chegava em casa, tentando lhe matar, provocando lesões e sutura no braço e abdômen. O delito foi praticado mediante emboscada que dificultou a defesa da vítima, na medida em que, o denunciado estava esperando a vítima escondido dentro de sua casa, aguardando que adentrasse sem ser visto. O delito se deu por motivo fútil, isto é, em razão de o denunciado ter ciúmes da vítima, sua companheira, com quem vivia em união estável. Nas mesmas circunstâncias de tempo e lugar o delito não se consumou por circunstâncias alheias à vontade do denunciado, pois a vítima conseguiu fugir, chamando por socorro, em direção ao bar da "Big Loira". Nas mesmas circunstâncias de tempo e lugar, denunciado Luis Roberto dos Santos Quevedo ofendeu a integridade corporal das vítimas Gilberto de Paula, Gumercindo Cardoso Ferreira e Adolar da Silva. Na ocasião, o denunciado desferiu facadas nas vítimas Gilberto de Paula, Gumercindo Cardoso Ferreira e Adolar Brites da Silva, os quais tentaram defender a vítima Noema.

5a4e2ef62da5ad73df7efe6e_edited.png
  • Instagram
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

© COPYRIGHT 2019, PORTALNMT

TERMO DE USO   |  PRIVACIDADE

WhatsApp-icone.png