Cresol Central Brasil realiza IX Fórum do Crédito Rural




O IX Fórum do Crédito Rural da Cresol Central Brasil foi realizado nos dias 07 e 08 de junho, na Unoesc em Chapecó. O evento, que contou com apoio financeiro do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), reuniu parceiros, diretores e coordenadores de crédito das cooperativas singulares e agências. Na oportunidade, foram apresentados os números do Crédito Rural da Safra 2021/2022, a avaliação do Plano Safra que está encerrando e as expectativas para o próximo que iniciará em julho.

O coordenador de crédito, Etileiver Paludo, destacou que no Plano Safra a Central Brasil cresceu 63% com relação ao ano anterior, ultrapassando o volume de R$ 1 bilhão em operações. “Atingimos uma marca histórica e devemos comemorar. Isso é fruto do trabalho da Central, mas principalmente das nossas cooperativas que se empenharam em agilizar os negócios. Quem faz acontecer são nossos funcionários das cooperativas”, destacou Paludo.

O Diretor de Negócios e presidente da Cresol Noroeste, Braulio Zatti, frisou que a Cresol é parceira para apoiar desde a agroecologia até a produção convencional. Ressaltou ainda a diversidade de culturas que são produzidas com o crédito da instituição financeira. São mais de 60 itens financiados.

Já o presidente da Cresol Central Brasil, Elias de Souza, salientou que o Fórum do Crédito permite não apenas olhar para os números, mas para a parte social desenvolvida nos locais em que as cooperativas estão inseridas. Lembrou que na década de 1990, o volume de contratações em valores não era alto, mas contribuiu para o crescimento que se alcançou hoje. “Na época, muitas famílias que não estavam no mercado financeiro foram acolhidas por nós”, destacou.

Parceria BNDES e BRDE

Entre os convidados do Fórum estava o gerente de relacionamento de agentes financeiros do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Cláudio Rabello. Ele ressaltou a importância da Cresol como parceira da instituição para atender o produtor rural, bem como as micro e pequenas empresas. A parceria iniciou em 1999 e entre os marcos disso, mencionados por Rabello, está o Projeto de Expansão do Cooperativismo Solidário para outras regiões e estados, ampliando o número de famílias atendidas pelo cooperativismo. Foi através desse projeto que a Cresol Central Brasil chegou a Bahia, Pernambuco e Ceará.

Outra convidada do evento foi a gerente de operações conveniadas do BRDE, Fernanda Maia. Segundo a gerente, de julho de 2021 até o momento, foram mais de R$ 385 milhões em operações no convênio com a Cresol Central Brasil. Fernanda ressaltou que as perspectivas são aumentar os volumes do convênio e apostar na produção agroecológica, financiamento para jovens e mulheres, entre outros.

Na linha Juro Zero, Fernanda destaca que a Cresol foi a que mais financiou para novos associados que era o objetivo do governo e do BRDE.