Hospitais Notre Dame: Saiba mais sobre o ceratocone

#PortalEstáEmTudo


Uma doença da córnea diagnosticada em uma a cada 2 mil pessoas, o ceratocone é caracterizado pelo aumento irregular da sua curvatura, de modo que o órgão assume o formato de um cone.


Afetando ligeiramente mais mulheres que homens, seus primeiros sintomas são, geralmente, identificados ainda na adolescência. Observa-se, então, que a doença costuma evoluir até os 30 ou 35 anos, quando ocorre uma estabilização natural.


O aparecimento e a progressão do ceratocone – cujos principais sintomas são o embaçamento e a distorção da visão, além do aumento frequente dos graus de miopia e astigmatismo – costumam decorrer de uma combinação entre fatores genéticos e ambientais, como o hábito de coçar os olhos.


Mesmo que já existam alternativas terapêuticas para a estabilização da doença e a reabilitação visual, como o uso de óculos e lentes de contato especiais ou, ainda, métodos cirúrgicos, deve-se evitar friccionar os olhos – ato que é o maior fator de risco para o surgimento do ceratocone.


Por Camila Comin

Oftalmologista e membro do corpo clínico do Hospital Notre Dame São Sebastião.


Fonte: Hospitais Notre Dame





Contato Hospital Júlia Billiart

Endereço: Rua Cel. Alberto Schmidt, 515

Não-Me-Toque/RS

Tel.: (54) 3320-0100


Contato Hospital São Sebastião

Endereço: Rua Pe. Réus, 80

Espumoso/RS

Tel.: (54) 3383-4200

5a4e2ef62da5ad73df7efe6e_edited.png
  • Instagram
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

© COPYRIGHT 2019, PORTALNMT

TERMO DE USO   |  PRIVACIDADE

WhatsApp-icone.png